José Bento

(1932-2019)

José Bento de Almeida e Silva, nasceu a 17 de novembro de 1932 na Freguesia de Pardilhó, Concelho de Estarreja. Fez os seus primeiros estudos em ardilhó continuando no Porto, no Instituto Comercial. Ainda estudante colaborou no jornal "O Concelho de Estarreja" e em algumas revistas literárias de vanguarda.

Em 1963/69 fez parte da redação da revista "O Tempo e Alma". Está representado na "Antologia Portuguesa Contemporânea" organizada por Carlos Wejar. Publicou uma Antologia da Poesia Espanhola Contemporânea.

Produziu o "Silabário" (1992), que obteve o Prémio de Poesia do Pen Club Português.

Em 1990, foi condecorado pelo Rei de Espanha D. Juan Carlos. Em 1992, foi condecorado pelo Presidente da República, Mário Soares.

Em 1996, recebeu a Medalha de Ouro de Mérito Municipal pela Câmara Municipal de Estarreja.

Traduziu o Dom Quixote de la Mancha, organizou e traduziu a Antologia da Poesia Espanhola - das Origens ao Século XIX e Antologia da Poesia Espanhola do Siglo de Oro (Assírio), entre outras obras como as de São João da Cruz (Cântico Espiritual), María Zambrano, María Vitoria Atencia, Juan Jamón Jiménez, Jorge Luis Borges, Federico Garcia Lorca, Pablo Neruda e Calderón de la Barca.